31
Maio
2017
|
01:00
Europe/Lisbon

smart ajuda a reabilitar Marvila

Decorreu na passada semana, entre os dias 25 e 28 de maio, a 2ª edição do Festival de Arte Urbana – “MURO”, uma ação inserida nas iniciativas de Lisboa como Capital Ibero-Americana da Cultura. A smart, como marca irreverente e marcadamente urbana, juntou-se a este festival para ajudar a reabilitar alguns dos espaços com necessidade de intervenção na cidade de Lisboa, colorindo 2 blocos de habitação com uma obra de street art da conhecida dupla de intervenção artística ARMcollective. A obra, denominada art fortwo, foi elaborada em dois edifícios fluindo para a estrada onde ambos os estilos se cruzaram simbolizando as ligações humanas.

Ao longo de 4 dias de festival foram realizadas 15 pinturas de grande dimensão nos edifícios situados na zona de Marvila, perfazendo uma área de intervenção artística e reabilitação de cerca de 4.000 m2. As obras foram da responsabilidade dos artistas nacionais RAM e MAR dos ARMcollective, Godmess, Hazul, Kruella D'Enfer, Miguel Brum e LS (AK Crew). Da América do Sul estiveram representados os artistas GLEO (Colômbia), Kobra (Brasil), STEEP (Equador), Zësar Bahamonte (Espanha) e Cix Murge (México), bem com os vencedores dos concursos para a conceção e realização de cinco intervenções artísticas em empenas, nomeadamente Alecrim (Portugal), Coletivo Medianeras (Argentina), Jhon Douglas (Brasil), Krammer (Brasil) e The Caver (Portugal).

A 2ª edição do Festival de Arte Urbana foi organizado pela GAU (Galeria de Arte Urbana), Câmara Municipal de Lisboa e em parceria com a smart, a GEBALIS e a Junta de Freguesia de Marvila. A intervenção artística dos ARMcollective, em colaboração com a smart, pode ser visitada em Marvila, na Rua Chianca de Garcia.