06
Outubro
2020
|
14:37
Europe/Lisbon

EQS chega ao mercado em 2021

  • O EQS é o membro totalmente elétrico da nova gama da família Classe S e chega ao mercado no próximo ano.
  • O EQS é o primeiro modelo a utilizar o novo sistema elétrico concebido para os veículos elétricos do segmento de luxo e de executivos da Mercedes-Benz.
  • Com o EQE limousine e as variantes SUV do EQS e do EQE, seguir-se-ão outros modelos baseados na nova arquitetura.
  • O desenvolvimento está a decorrer conforme planeado: atualmente estão a ser conduzidos testes intensivos principalmente no Centro de Testes e Tecnologia em Immendingen para validar a sua maturidade para produção.
  • No segmento de modelos compactos, o EQA, o irmão totalmente elétrico do GLA, e o EQB, estarão em comercialização em 2021.

A nova geração de veículos elétricos do segmento de luxo é baseada numa arquitetura desenvolvida especificamente, que é escalável em todas as vertentes e pode ser utilizada em várias séries de modelos. A distância entre eixos, a largura dos eixos, bem como todos os restantes componentes do sistema, especialmente as baterias, variam graças ao design modular. Desta forma, o conceito do veículo é otimizado para cumprir todos os requisitos de uma família de modelos elétricos que se pretende expandir no futuro. Esta arquitetura de veículo permite construir veículos elétricos Mercedes-Benz desde limousines até grandes SUVs.

O EQS irá permitir que os clientes do segmento de luxo beneficiem totalmente de todas as vantagens de uma arquitetura totalmente elétrica no que diz respeito a espaço e design. Com autonomias de até 700 km (WLTP), o EQS também cumpre os requisitos de uma limousine no segmento do Classe S a este respeito. Ao mesmo tempo, a Mercedes-Benz mantém-se fiel à sua receita para o sucesso na produção e projeta os seus veículos e instalações de modo a fabricar flexivelmente diferentes modelos nas mesmas linhas de produção. Os veículos elétricos também utilizam tecnologias pioneiras de vários domínios da Mercedes-Benz como, por exemplo, o sistema de controlo e indicação MBUX (Mercedes-Benz User Experience) ou os sistemas de assistência à condução.

O concept car Mercedes-Benz Vision EQS forneceu indicações sobre o design progressivo do futuro EQS em setembro de 2019. Os protótipos camuflados que estão a ser testados também permitem antever características-chave a nível de design que são revolucionárias para o segmento de luxo, como o habitáculo avançado ou o estilo coupé arqueado. Contudo, detalhes adicionais sobre o design progressivo dos modelos EQS SUV, EQE e EQE SUV cruciais para o sucesso da ofensiva elétrica permanecem confidenciais.

A Mercedes-Benz irá lançar a arquitetura de modelos totalmente elétricos em 2021. Ao mesmo tempo, a empresa irá continuar a eletrificar as plataformas mais bem-sucedidas. Além do EQC SUV de média dimensão e o EQV totalmente elétrico, os clientes no segmento de modelos compactos podem contar com dois modelos SUV totalmente elétricos, o EQA e o EQB. O design progressivo identifica-os como membros da gama de produtos totalmente elétricos. A produção do EQA será iniciada antes do final deste ano.

Aceleração final rumo à produção em série: o EQS nas últimas fases dos testes

O EQS encontra-se atualmente nas últimas fases dos testes a caminho de alcançar a maturidade para ser produzido, incluindo a realização de testes no Centro de Testes e Tecnologia em Immendingen. A validação sistemática do veículo no seu todo serve para garantir os elevados padrões de qualidade e é uma das extensas medidas utilizadas no processo de desenvolvimento de todas as séries de modelos Mercedes-Benz. O processo inclui exigentes testes de inverno na Escandinávia, testes ao chassis e à cadeia cinemática em pistas de ensaios, estradas públicas e no circuito de testes de alta velocidade em Nardo, bem como os testes integrados de todo o veículo sob o calor do sul da Europa e do sul de África. Atualmente estão também a ser realizados testes de estrada na China e nos EUA. No caso do EQS, naturalmente é prestada especial atenção à cadeia cinemática elétrica e à bateria. Estas também são testadas e aprovadas de acordo com as normas extremamente exigentes da Mercedes-Benz.

O EQS é produzido em conjunto com o Classe S na "Factory 56" em Sindelfingen, uma das mais modernas fábricas de produção de veículos do mundo. Durante algum tempo, a flexibilidade nas fábricas foi um investimento prioritário da Mercedes-Benz Operations (MO), que é responsável pela produção de veículos ligeiros de passageiros em todo o mundo. O equipamento tecnológico caracterizado pelas revolucionárias soluções da Indústria 4.0 é um fator-chave para a flexibilidade. Graças a estruturas altamente flexíveis, todas as fábricas podem produzir veículos com diferentes tipos de cadeias cinemáticas e, desta forma, responder rapidamente às variações da procura nos mercados.

No âmbito da sua iniciativa "Ambition 2039", a Mercedes-Benz trabalha no sentido de oferecer um portfolio de novos modelos de veículos neutros em emissões de CO2 em menos de 20 anos. A empresa pretende que os veículos equipados com propulsão elétrica, incluindo veículos totalmente elétricos e híbridos plug-in, representem mais de metade das suas vendas já em 2030.